Ameaças desconhecidas e de ransomware fazem da segurança de e-mail uma questão cada vez mais crucial.

Independentemente da proliferação de texto e mídia social, a comunicação por e-mail ainda cresce com força. De acordo com um estudo recente conduzido pelo Radicati Group, o volume total de e-mails enviados e recebidos no mundo atingiu 205 bilhões por dia, com este volume projetado para aumentar em pelo menos 5% a cada ano.¹ E esse fato não é desconhecido para os hackers que estão constantemente buscando oportunidades para explorar as organizações.

¹The Radicati Group, Inc., Email Statistics Report 2015-2019.

Ameaças por email que as organizações enfrentam hoje em dia:

Malware – e-mails são um dos principais mecanismos de fornecimento para distribuir malwares conhecidos e desconhecidos, que normalmente são incorporados em anexos de e-mail na esperança de que o anexo seja aberto ou baixado em um computador ou rede,
permitindo que os hackers obtenham acesso aos recursos, roubem dado ou invadam sistemas.

Spam – os e-mails são usados para distribuir spam ou mensagens não solicitadas, que podem obstruir caixas de entrada e recursos de rede,
diminuir a produtividade das empresas e aumentar os custos operacionais.

Ransomware – uma variante especialmente prejudicial de malware é o ransomware. Assim que um anexo de um e-mail é ativado, o código
se integra na rede e o ransomware geralmente criptografa ou bloqueia arquivos e sistemas críticos. Os hackers então coagem a organização
a pagar uma taxa de extorsão para que os arquivos ou sistemas não sejam descriptografados ou desbloqueados.

Phishing – esta tática comum entre os hackers utiliza e-mails com links integrados para invadir sites. Quando os usuários inocentes visitam esses sites, eles recebem a solicitação para inserir PII (Personably Identifiable Information, ou Informações Pessoais Identificáveis) que, por sua vez, são usadas para roubar identidades, comprometer dados corporativos ou acessar outros sistemas críticos.

Spear Phishing/Whaling – nesta modalidade de phishing, os principais profissionais de TI/rede ou os executivos da empresa são afetados
ao utilizarem e-mails maliciosos que parecem vir de uma fonte confiável, em esforços para obter acesso aos sistemas e dados internos.

Comprometimento de e-mail corporativo/Fraude de CEO/E-mail impostor – nos últimos dois anos, os esquemas de Comprometimento de
e-mail empresarial (BEC) causaram pelo menos US$ 3,1 bilhões em perdas totais a aproximadamente 22.000 empresas em todo o
mundo, de acordo com os dados mais recentes do FBI¹. O FBI define o Comprometimento de e-mail corporativo como um esquema
de e-mail sofisticado que visa as empresas que trabalham com parceiros estrangeiros que realizam regularmente pagamentos de transferência bancária.

¹www.ic3.gov/media/2016/160614.aspx

Sequestro de e-mails enviados – as corporações também estão sujeitas a políticas corporativas e regulamentações governamentais, que
mantêm as empresas responsáveis por seus e-mails de saída e assegurando que protejam a PII de seus clientes. Os ataques de zumbis e sequestro de IP podem disseminar a PII de clientes,arruinando a reputação de um negócio.Text

Parte integrante do RESUMO EXECUTIVO: POR QUE AMEAÇAS AVANÇADAS REQUEREM UMA SEGURANÇA DE E-MAIL AVANÇADA
© 2017 SonicWall Inc. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.